O desafio de manter crianças atentas e concentradas durante a Pandemia

23 de julho de 2020 Stella Sem categoria 0 Comentários

A atual situação que vivemos hoje com a Pandemia trouxe muitos desafios para todos, mas principalmente para os pais e educadores. Muitos se depararam com a dificuldade ainda maior para atrair a atenção e concentração das crianças para aprender, seja durante as aulas, como realização das lições de casa, trabalhos e demais atividades que exigem trabalho mental. A atenção necessária para realização deste tipo de tarefa é desenvolvida ao longo do crescimento e mediada pela interação e linguagem dos adultos para tornar-se um tipo de atenção dirigida, ou seja, dirigida para algo que se tem intenção e desejo de fazer. A motivação, desta forma, se torna um desafio, pois mesmo os adultos tem dificuldade de prestar atenção a conteúdos pouco interessantes ou monótonos.

  • as atividades precisam ser atrativas, com uso de figuras, com cores e boa visibilidade, principalmente quanto menor a criança. Além de chamar a atenção, isto facilita a aprendizagem.
  • dividir em tarefas ou matérias da lição, ao intercalar temas,  a mudança auxilia no recrutamento da atenção, ao torná-la mais dinâmica. Porém, deve-se tomar cuidado, pois, algumas crianças demoram mais a se reorganizar nestas mudanças, exigindo mais tempo para se adaptar.
  • iniciar por tarefas e conteúdos da preferência da criança para facilitar e motivar o início. Para alguns o que é mais fácil é o ideal, mas pode haver os que se motivem por desafios

A introdução das rotinas diárias sempre foi um ponto fundamental para aquisição de hábitos saudáveis, ao trazer constância, eleva o sentimento de segurança e estabilidade para a criança, portanto, são pontos auxiliares:

  • ter um quadro de rotinas, com o dia e horário pré-determinado e pré-avisado para a realização da tarefa. Cuidar para que seja ajustado de modo a não coincidir com o horário de algo que tome o desejo e o pensamento da criança, como horário do programa preferido, ou que costuma fazer algo mais prazeroso.
  • ter um local apropriado, bem iluminado, sem distratores como aparelhos eletrônicos, ruídos, etc.
  • um fator fundamental é a postura que facilita atenção, sentado e ereto, sem debruçar-se.

Outro  importante é a respiração que facilita a criança a centrar-se no aqui e agora. Fazer alguns exercícios de forma lúdica, pouco antes da atividade, para os pequenos pode ajudar. Como por exemplo, encher uma bexiga, fazer bolinhas de sabão, ou simplesmente respirar três vezes, para os maiores, antes ou quando se percebe a fadiga ou a dificuldade da tarefa. Fazer algo motor e breve como beber água, jogar algo no cesto de lixo, lavar o rosto quando necessário, também ajuda a ativar a atenção.

Terminar a tarefa com algo prazeroso, elogio ou recompensa simbólica (doce, brincadeira) ativa os centros de recompensa, criando uma sensação de bem estar que se for feita repetidamente cria uma associação positiva com a situação. Também é importante utilizar palavras positivas e que conscientizem a criança que cumpriu sua missão, quanto mais associações positivas maior a experiência de sucesso e prazer. E quem não vai querer repetir isto?

Couldn't resolve host 'urls.api.twitter.com'