Mais acolhimento e menos tabus: setembro é mês de prevenção ao suicídio.

17 de setembro de 2021 Stella Sem categoria 0 Comentários

Setembro é o mês oficial de combate ao suicídio, com diversas ações de conscientização envolvendo entidades públicas, conselhos de classe da área da saúde, empresas privadas e terceiro setor. A campanha Setembro Amarelo foi lançada em 2014, para gerar discussões e esclarecimentos acerca de um assunto que ainda hoje é cercado por tabus e preconceitos. Junto com ela foi instituído o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, que é comemorado em 10 de setembro.

 

Ainda que o número de suicídios em todo o mundo passe de um milhão todos os anos, com tendência acelerada de crescimento, permanece uma visão preconceituosa em relação à pessoa que tenta ou ameaça se matar, marcada por um discurso culpabilizante ligado à religião e a julgamentos morais. No entanto, diversos estudos mostram que na realidade a quase totalidade das pessoas que morrem de suicídio possuíam doenças mentais não tratadas. Dentre elas, mais da metade jamais teve a oportunidade de visitar nenhum profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra.

 

A OMS já considera que as doenças psiquiátricas serão o grande mal das próximas décadas, assumindo contornos de uma verdadeira pandemia. Por esse motivo, é tão importante começarmos a falar abertamente sobre as causas e tratamentos de doenças como depressão, transtorno bipolar e de personalidade, esquizofrenia, entre outras. Criar espaços de escuta e acolhimento, assim como democratizar o acesso a medicamentos e outras técnicas que possam trazer alívio para o paciente é fundamental.

 

Se você pensa ou alguma vez já pensou que gostaria de morrer ou sumir, saiba que isso é não é nenhuma vergonha. Pelo contrário, é tão humano quanto a alegria e prazer. Todos nós estamos sujeitos à dor e ao sentimento de angústia. E também estamos sujeitos ao adoecimento, que muitas vezes nos impede de olhar com clareza para a nossa real situação. Prevenir o suicídio também é entender que não há fraqueza em falar sobre a morte, nem em pedir ajuda.

 

Para acolher e orientar pessoas com pensamentos suicidas, existe o CVV – Centro de Valorização da Viva, que funciona 24 horas por dia através do número 188. Para mais informações, materiais de divulgação e cartilhas de orientação também é possível acessar o site oficial da Campanha Setembro Amarelo. E caso precise de atendimento profissional, nossos psicólogos estão prontos para oferecer o espaço ideal para você se cuidar, respeitando sua dor e acolhendo você por inteiro.

Could not resolve: urls.api.twitter.com (Domain name not found)