Possuímos um Centro Audiológico Avançado

Exames Auditivos (Audiometria Tonal, Audiometria Vocal – Discriminação Audiometria Vocal – SRT, Audiometria em Campo, Screening Instrumental, Imitanciometria e Processamento Auditivo) | Indicação, Adaptação e Venda de Aparelhos Auditivos | Confecção de Moldes | Venda de Pilhas e Acessórios | Reabilitação Vestibular

avaliacao audiologicaO Centro Audiológico atua com equipamentos de alta tecnologia para realização de avaliação audiológica  auxiliando nos diagnósticos e detecção precoce de possíveis perdas auditivas.

Estes exames são realizados em adultos e crianças. Nas crianças, a obtenção de limiares auditivos é feita de forma lúdica ou através da observação do comportamento auditivo.

 

Avaliação Audiológica

A avaliação audiológica é a observação das respostas comportamentais do indivíduo adulto ou criança a estímulos acústicos em situação controlada e deve ser realizada em cabina acusticamente tratada.

O Centro Audiológico atua com equipamentos de alta tecnologia para realização de avaliação audiológica auxiliando nos diagnósticos e detecção precoce de possíveis perdas auditivas. Realiza audiometria tonal liminar por via aérea e via óssea, audiometria vocal discriminação e SRT e imitanciometria.

Estes exames sao realizados em adultos e crianças, sendo que nestas a obtenção de limiares auditivos é feita de forma lúdica ou através da observação do comportamento auditivo.

A observação do comportamento da criança durante o processo de avaliação audiológica fornece pistas e informações sobre o desenvolvimento global deste paciente, de modo a auxiliar o diagnóstico de outros distúrbios associados à deficiência auditiva. A avaliação audiológica é um processo amplo onde além da observação da audição, se observa o comportamento frente ao mundo sonoro que está inserido.

 

Histórico das próteses auditivas

Prótese auditiva: É basicamente um mini-amplificador fabricado em um laboratório de acústica, respeitando normas e padrões internacionais. Tem por objetivo amplificar sons, de modo a atender às necessidades básicas de comunicação social do indivíduo portador de deficiência auditiva.

Embora não tenha o objetivo de substituir o ouvido humano, é um instrumento indispensável para pessoas que possuem uma deficiência auditiva não tratável por medicamentos e/ou cirurgia, seja ela de grau leve ou profundo.

Este instrumento, de vários tamanhos e formatos, quando adequadamente selecionado para cada caso, em bom funcionamento e usado de maneira correta, proporciona uma enorme ajuda à audição.

1800 – Primeiras próteses auditivas em escala comercial (corneta).
1900-1920 – Primeira prótese auditiva a ser produzida em massa. O modelo caixa deve ser usado em um bolso da camisa.
1920-1940 – O amplificador de válvula começa a ser utilizado nas próteses auditivas.
1940-1960 – Baterias, microfones e o surgimento dos transistores, que substituem as válvulas, possibilitam redução no tamanho. Próteses embutidas em hastes de óculos. Surge a prótese retro-auricular.
1960-1980 – Retro-auriculares cada vez menores conquistam o mercado. Começam a ser utilizados os circuitos integrados na produção de próteses auditivas. Próteses com microfones direcionais. Primeira prótese intracanal.
1980-1990 – São produzidos próteses auditivas programáveis (processamento de som não-linear), com diversos programas de conforto. Surge a prótese microcanal.
1990-2000 – Próteses auditivas com processamento de sinal digital, completamente automático, com vários programas e processamento de sinal avançado. Surge a prótese microcanal com tecnologia baseada em software.

Processamento Auditivo

A Clínica Tríade está pronta para lhe atender e esclarecer, contando com profissionais altamente qualificados e equipamentos de alta tecnologia. Vale ressaltar que os resultados dos testes de processamento auditivo devem ser analisados em conjunto com as características acadêmicas e comportamentais do indivíduo, por isso o contato com a escola e outros profissionais envolvidos no caso em questão é primordial para nós que nos preocupamos com o indivíduo como um ser único e especial.

Nossa missão é avaliar nossos pacientes dentro de uma visão holística, proporcionando uma maior qualidade de vida aos mesmos.

O serviço de Audiologia da Clínica Tríade contribui ativamente para o diagnóstico dos distúrbios de audição incluindo entre outros a Avaliação Processamento Auditivo, que se caracteriza por um conjunto de habilidades auditivas como detecção, localização, discriminação, memória e atenção sonora, comandadas pelo tronco encefálico. Estas habilidades auditivas são necessárias para que o indivíduo interprete o que ouve.

 

Diagnóstico Precoce

Quanto mais rápido se detectar uma alteração no processamento auditivo das informações, mais eficaz poderá ser o atendimento que o indivíduo estiver inserido, estabelecendo-se diretrizes e critérios específicos que possam auxiliar na elaboração de um programa de trabalho específico e individualizado.

 

Habilidades treinadas

As habilidades auditivas no processamento auditivo podem ser treinadas em cabina acusticamente tratada que poderão auxiliar, e muito, no processo terapêutico que o indivíduo esteja inserido, seja ele fonoaudiológico ou psicopedagógico.

 

Quando encaminhar

Os encaminhamentos para a avaliação do processamento auditivo por meio de testes comportamentais devem ser feitos quando houver:

  • História de antecedentes de otites médias freqüentes na infância;
  • História de dificuldade na fala (trocas articulatórias, omissões e substituições, entre outras);
  • Queixa de desatenção;
  • Queixa de desorganização;
  • Queixa de desconforto a sons e ruídos na presença de audiometria tonal liminar normal;
  • Queixa de não ouvir ou não compreender o que os outros dizem, mesmo com audiometria tonal liminar normal;
  • História de dificuldades na aprendizagem (leitura e escrita).

 

Manifestações comportamentais

Os indivíduos com alteração do processamento auditivo podem apresentar uma ou mais das seguintes manifestações comportamentais (PEREIRA, 1996):

  • Atenção ao som prejudicada;
  • Dificuldade de escutar e compreender em ambiente ruidoso;
  • Problemas de linguagem expressiva envolvendo regras da língua (estrutura gramatical);
  • Problemas de produção da fala envolvendo os fonemas /r/ e /l/, principalmente;
  • Dificuldade de compreender palavras com duplo sentido (piada);
  • Problemas de escrita quanto a inversões de letras, orientação espacial (direita/esquerda);
  • Disgrafias;
  • Dificuldade de compreender o que lê;
  • Distraídos, agitados, hiperativos ou muito quietos;
  • Desajustados (ou brinca com crianças mais novas, ou com adultos mais tolerantes);
  • Tendência ao isolamento (sentem-se frustrados ao notarem suas falhas, no lar ou na escola);
  • Desempenho escolar inferior em leitura, gramática, ortografia e matemática;

O desempenho escolar pode ser melhorado ou agravado, dependendo de fatores tais como:

  • Posição do aluno na sala de aula;
  • Tamanho da classe;
  • Nível de ruído ambiental;
  • Fala do professor quanto ao nível de intensidade e clareza de voz.

 

Treinamento Auditivo

O Treinamento Auditivo (TA) é um conjunto de estratégias utilizadas para desenvolver ou reabilitar as habilidades auditivas, as quais são necessárias para a compreensão da fala. O TA envolve a estimulação da função auditiva na resolução de sinais acústicos, bem como envolve um trabalho de orientação aos terapeutas envolvidos no caso, pais, educadores e a melhora do ambiente acústico. De acordo com a literatura, há evidências de que programas de TA podem melhorar as funções auditivas, sendo tal afirmação fundamentada no fato de que o sucesso do treinamento é baseado na plasticidade neural. (Musiek et al,1999)

Os principais objetivos do TA são fortalecer os processos e as habilidades auditivas além de facilitar as estratégias de compensação; dessensibilização da fala em presença de ruído ou de qualquer interferência; estimulação mono e binaural; análise e síntese fonêmica; identificação do padrão de frequência, duração e intensidade dos sons; evocação e discriminação de sons verbais e não verbais em sequência; atenção auditiva sustentada, seletiva e dividida. A dificuldade de cada tarefa do TA em cabina audiométrica, ou com utilização de fones e softwares específicos de treinamento auditivo, é regulada para cada sessão com o objetivo de manter o índice de acertos versus erros, já que é algo a ser controlado de maneira matemática.

Acreditamos que o aprendizado é um processo dinâmico que requer a participação ativa do indivíduo com tarefas motivantes, e desta forma procuramos minimizar as possíveis dificuldades apresentadas na vida acadêmica e social de nossos pacientes.

Novo Endereço
Rua Nagib Izar, 296
Tatuapé – São Paulo – SP
03337-070

11 2674.9944 / 2674.6664
atendimento@clinicatriade.com.br

Últimos Posts

  • 29 de agosto de 2014 Nova marca

    Nova marca

    ...

  • 27 de agosto de 2014 Novo endereço

    Novo endereço

    Bem-vindo ao WordPress. Esse é o seu primeiro pos...

Facebook